5 mitos sobre o Agility

19/02/2016

Conheça cinco mentiras que contaram para você sobre o esporte canino mais legal do mundo

Neste fim de semana, o Clube de Cãompo recebe a final do Campeonato Brasileiro de Agility! Mais uma vez, o verde campo será palco de uma das maiores atrações caninas do país. No entanto, o esporte canino ainda gera muitas dúvidas. Já falamos sobre informações muito importantes sobre este esporte, como as vantagens, os motivos para o pet fazer Agilitya ajuda dele no comportamentoos obstáculos e as regras.
 

Confira 5 mitos que precisam ser derrubados:

1- Apenas Border Collie faz Agiliy? É claro que isso é mentira! Sabemos que muitas e muitas raças se dão bem no esporte, e muitos cães podem se sair até melhores que os da raça Border Collie. É preciso associar o esporte a todos os tipos de cães!

2- Posso fazer Agility só no fim de semana? Assim como todo esporte, é possível se dedicar a ele apenas nas horas vagas, mas se o objetivo é ganhar campeonatos, a dedicação precisa ser intensa. O segredo é praticar todos os dias!

3- Quem se esforça mesmo é o cão? Outro mito é achar que o dono do cão ficará confortável na prática do esporte. Além de manter habilidade de corrida e condicionamento físico, é preciso treinar a conexão com o animal. Sincronia é a palavra chave!

4- É a mesma coisa que adestramento? Muitas pessoas associam o adestramento ao agility. Embora o cão precise ser adestrado para praticar Agility, os objetivos são diferentes. Se a ideia é que seu pet apenas obedeça e siga uma rotina, ele precisa de adestramento. Agility é esporte!

5- Os cães não precisam de cuidados especiais? Muita gente também acha que os cães conseguem praticar o esporte normalmente a qualquer hora, quando na verdade existem várias exigências de alimentação. Voltar