Conheça 7 indicativos de uma boa saúde

21/03/2018

Fique alerta e lembre sempre que o prudente é informar o veterinário se detectar qualquer alteração: 

1 - Condição corporal:
Para saber se o cão está com o peso certo, basta examinar a condição corporal do cachorro. É necessário que seja possível apalpar as costelas e perceber se há uma “cintura” entre as costelas e as ancas, e a barriga não deve estar caída, flácida ou inchada.

2 - Orelhas:
As orelhas não podem ter muita cera espessa, com cor ou cheiro distintos. Raças de orelhas grandes precisam de limpeza regular com produtos específicos disponíveis no mercado. Mas tome cuidado com a pele que é muito sensível: não use força nem aprofunde demais o algodão ou a gase para não perfurar o tímpano.

3 - Olhos:
Todo animal deve ter os olhos limpos e brilhantes. Nunca podem estar lacrimejantes, vermelhos, e nem irritados. O cachorro, quando posicionado de frente para a luz, não deve afastar-se como se fugisse de algo que lhe fere ou incomode os olhos.

4 - Focinho:
Parte extremamente importante do corpo do cachorro, o focinho não deve ter crostas na superfície,nem corrimento nasal ou hemorragias. A cor pode alterar-se com o tempo, e muitas vezes é normal. Mesmo assim, há casos onde a alteração da pigmentação revela problemas de saúde. 

5 - Hálito:
Como nos humanos, o mau hálito também é sinal de problemas digestivos ou de dentes estragados, e que podem originar problemas mais graves nos órgãos. Dentes devem ser brancos sem excesso de tártaro e as gengivas devem tem a cor rosa, nunca vermelha nem inchada.

6 - Pele e pelo:
A pele deve ser cor de rosa ou preta, conforme os pigmentos naturais do cão. Sem caspas nem feridas, o ideal é que ele tenha pelos espessos (dependendo da raça) e brilhantes, sem pelos partidos. Perder pelos durante todo o ano é normal, e acontece com maior frequência no verão e no outono. Raças que não perdem pelos precisam ser tosquiadas regularmente.

7 - Unhas:
Se as unhas estão lisas, podem ser brancas ou pretas. Já aquelas enrugadas que se partem com facilidade exigem atenção especial. Ao examinar as unhas, não se esqueça do presunho - o 5º dedo no interior da pata, abaixo do punho. Alguns cães só o têm nas patas da frente, outros nas patas da frente e de trás, e a

Voltar